Webgoal

02 Jul/13

Agile Brazil 2013 - 2º dia

O segundo dia do Agile Brazil também foi marcado por muita troca de experiência e conhecimento.

Poised for change achieving business Agility.

Keynote apresentada pela Rebecca Parsons chair da Agile Alliance e CTO Global da ThoughtWorks. Ela abordou práticas essenciais para garantir a agilidade no negócio, dentre elas temos: ter uma arquitetura adaptativa, manter o sistema pronto para mudanças, minimizar o custo e risco dos experimentos, maximizar a visibilidade e feedback e manter todos da organização alinhados.

Lean UX: o processo e sua relação com User-Centered Design e Goal-Directed Design

A proposta do Lean UX é ser como um método ágil para o desenvolvimento de produtos, esse processo é focado em três conceitos básicos, Design Thinking, métodos ágeis e Lean Startup.

A chave do sucesso do produto é definir metas e não funcionalidades conforme Alan Cooper, para isso é necessário identificar quais são os objetivos do usuário e quais a experiência que ele espera no contexto em que está inserido.

É muito importante lembrar que o processo de criação do design deve andar junto com o desenvolvimento do software, precisa existir uma troca muito grande de feedback entre as duas partes, para acelerar a validação das hipóteses.

Tecno Talks: Auto-organização, auto-coaching e auto-facilitação para manter um grupo de pratica.

A mensagem passada pelo pessoal da Tecnopuc foi uma mistura de vida pessoal e vida no trabalho.

Quanto participamos de eventos sempre voltamos para casa e dizendo que foi muito legal, mas isso não traz nenhum tipo de benefício. A ideia é que você pense no que vai melhorar com o conhecimento obtido e quando por em prática. Mude já!.

Não existe resmungo ágil. Faça algo para resolver. O que você fez para mudar algo que esta te incomodando hoje? Não fique reclamando no cafezinho. Vá e faça!

Temos que compartilhar qualquer tipo de conhecimento, ficamos sempre "presos" ao nosso contexto de trabalho, se você conhece sobre futebol americano compartilhe, sempre haverá pessoas interessadas nesse assunto.

Todos os dias temos que ir em busca da felicidade no trabalho e ser feliz no trabalho não é jogar vídeo-game às 15:00h. Ser feliz é saber se o que está fazendo irá agregar valor para o negócio e principalmente para os seus pares.

Ágil é argumentação ao extremo. Se você não tem argumentos suficientes, vai pra casa. Como você vai me convencer em uma reunião de planejamento de que aquela história é 8 pontos?

Promova reuniões, debates, retrospectivas em lugares que promovam a inovação. Porque não fazer um planejamento em um parque? Porque não chamar o cliente para fazer corrida de saco? Torne essas coisas que julgam ser chatas em algo bem divertido.

Mockar ou Não Mockar?

Nessa palestra, em forma de uma conversa informal, Maurício Aniche e Hugo Corbucci apresentaram pontos interessantes em relação ao uso do mock para testes.

Com um conteúdo mais técnico e prático, por meio de códigos e exemplos, os palestrantes buscaram mostrar que não existe regra ou receita para um bom teste, tudo depende da necessidade e bom senso de quem o escreve.

Alguns conceitos técnicos foram explicados, como spy, stub e mock, assim como onde utilizar cada um.

Além de conceitos mais específicos, foi discutido também sobre estrutura e organização dos testes. Quando um teste deixa de ser unitário e passa a ser de integração.

Uma vez que a palestra foi em cima de uma conversa entre os palestrantes, foi interessante ouvir a opinião de ambos em relação à aplicação do mock, dependendo da condição do ambiente a ser testado.

Cultura mais do que práticas

Apresentação feita por André Nascimento, fundador da startup Brasil by Bus, eles trabalham com ágil desde 2007. Comentou sobre a dificuldade que um profissional de mercado enfrenta para se inserir no ambiente ágil, pois toda a sua formação foi seguimentada em papéis e áreas de conhecimento específicas. Então é necessário uma mudança cultural para que esses profissionais internalizem os princípios e valores da cultura ágil de forma efetiva.

Democracia Organizacional

O pessoal da Lambda3, Victor Hugo Germano e Giovanni Bassi, apresentaram um relato muito interessante sobre o que eles tem vivenciando em sua jornada pela democracia organizacional. Mostraram as origens da hierarquia e seus efeitos colaterais para um time. Também mostraram como a hierarquia não se aplica ao trabalho do conhecimento. Mostraram vários casos de sucesso de empresas que também vivem com a democracia organizacional, inclusive citaram a Webgoal como um dos casos :).

Para finalizar, mostraram como uma empresa democrática lida com assuntos complicados como horários, salários, dados financeiros da empresa, contratações, demissões, planejamento estratégico, planejamento de carreira e inovação.

Foto de Fábio Massa

4 atitudes para melhorar a agilidade de uma empresa na prática.

Nós da Webgoal também tivemos a oportunidade de mostrar um pouco da nossa experiência, por meio da apresentação do Guilherme Ferreira e Rafael Valério. A palestra abordou algumas técnicas que utilizamos para disseminar melhor o conhecimento e promover a evolução das multiplas disciplinas do desenvolvimento de software entre todos.

As 4 atitudes apresentadas foram: Dojo, ambiente seguro para promover o aprendizado em técnicas de programação; Leitura e discussão de livros, para promover aumento na troca e aprendizado de conhecimento; Refatoração, embasado no livro Refactoring, a ideia é aprender o conceito e a prática das técnicas através de exercícios didáticos; e Cleaning, com horas reservadas durante a semana são realizadas discussões para aprimorar códigos já criados.

Todos os códigos gerados nos Dojos e com as técnicas de refatoração estão disponíveis no Github da Webgoal https://github.com/webgoal.

Teatro Domain Driven Design

De uma forma bem criativa o Daniel Cukier e a sua trupe encenaram uma situações reais vividas no mundo de desenvolvimento de software.  Mostrar como aplicar os diversos padrões de Design Estratégico de Domain Driven Design para resolver problemas na interação entre os times envolvidos no desenvolvimento de sistemas complexos. O formato da apresentação foi bem didática, facilitando o entendimento.

Essa foi a nossa participação no segundo dia do Agile Brazil 2013. Estamos preparando o nosso último post. Fique atento!

Tags

Categorias

São Paulo

+ 55 11 2537-1198

R. Professor Aprígio Gonzaga,
112

Poços de Caldas

+55 35 3722-3776

R. Prefeito Chagas,
346 - Sala 21

Webgoal® 2015 - Todos os direitos reservados.